Kanye West comenta sobre o apoio a Trump, Kim e bipolaridade.

0
13

O polêmico Kanye West falou tudo sobre uma série de assuntos sensíveis . Durante visita ao programa Jimmy Kimmel Live!, o marido de Kim Kardashian falou de  sua relação com a socialite, seu apoio ao presidente Donald Trump e seus problemas com a saúde mental de forma franca.

“Como um músico, como uma pessoa afro-americana, todo mundo ao meu redor tentou escolher o meu candidato por mim, todo mundo me disse que eu não podia dizer para o mundo que eu gostava de Trump”, disse o cantor. “Há essa ideia por aí que pessoas negras só podem ser democratas”, disparou Kanye West.

O rapper disse que seu episódio de colapso mental foi decisivo no seu posicionamento político. “Como eu fui hospitalizado em 2016, não tive a chance nem a confiança de dizer o que eu pensava durante um ano e meio”, continuou, se referindo a um período passado no hospital no ano da eleição de Trump, supostamente por estresse. “Depois, percebi que não posso sentir medo de ser quem eu sou. Eu gosto de ver quando as pessoas estão bravas comigo sobre certas coisas que eu disse ou fiz”, comentou.

Jimmy Kimmel, então, lembrou Kanye West sobre um episódio em que, durante um especial para as vítimas do furacão Katrina, o rapper disparou contra o então presidente George W. Bush. “George Bush não dava a mínima para pessoas negras”. Kanye West não o respondeu.

O rapper se limitou a falar sobre a visita de Kim Kardashian à Casa Branca para pedir um perdão presidencial para Alice Marie Johnson, presa injustamente. “Bom, Kim era muito passional por essa causa, e é incrível ver o que ela conseguiu, foi um sonho realizado”, falou Kanye West, mencionando que o perdão acabou sendo concedido.

O cantor ainda falou sobre seu diagnóstico de bipolaridade. “É importante que tenhamos conversas abertas sobre saúde mental, especialmente entre pessoas negras, porque é difícil encontrar terapeutas na nossa comunidade”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu nome aqui