Tecnonologia no dia a dia reduz o tempo no supermercado

0
69

Para boa parte das pessoas, ir ao supermercado não é uma das melhores partes do dia, sobretudo em razão das filas. Porém, a implementação de novas tecnologias está revolucionando a forma de fazer compras, ajudando no controle dos gastos e na economia de tempo.

 

No Estado, uma rede supermercadista está implementando um aplicativo para leitura do código de barras que reduz em quase pela metade o tempo gasto na loja. É como se o consumidor fizesse a compra em um e-commerce mas na vida real.

 

“O cliente escaneia o código de barras dos produtos que deseja, coloca no carrinho e, depois, finaliza a compra pelo aplicativo que vai gerar um código de barras único. Então, é só passar no caixa e pagar”, explicou o diretor de Marketing e Membership do Sam’s Club Brasil, Rodrigo Novelli.

 

Segundo Novelli, em média, o cliente economiza 40% do tempo que gastaria passando item por item no caixa. “Em um dia onde a pessoa esperaria cinco minutos na fila, usando o aplicativo o tempo cairia para três minutos, por exemplo”, afirmou.

 

O serviço é oferecido desde junho deste ano e já está presente em 25 das 27 lojas da rede espalhadas pelo país. Na unidade de Vitória ele está em implantação. “Entramos em contato com os clientes, que são associados pelo cartão da rede e informamos sobre o aplicativo. Essa tecnologia é inspirada em uma usada pela nossa rede nos Estados Unidos”, relatou Novelli.

 

FACILIDADE E PRATICIDADE

 

Uma outra rede de supermercados da Grande Vitória aposta em guichês de autoatendimento para diminuir o tempo de espera nas filas. O self-checkout, como é chamado, é o sistema do Extrabom para dar rapidez a compras de poucos itens.

 

A estudante de psicologia Pâmela Ferreira de Santana, 54 anos, contou que a praticidade é a melhor parte dessa tecnologia. “Venho quase todos os dias comprar alguma coisa. Logo que implantaram comecei a usar”, relatou.

 

Já Neide Castro, 61 anos, complementa que o fato de não ficar esperando na fila ou pelo troco ajuda muito. “Essas são algumas das facilidades do autoatendimento”, afirmou a aposentada.

 

De acordo com o diretor de Logística da Rede Extrabom, Ueliton Tonon, para usar o sistema o consumidor pode escolher os produtos normalmente e se dirigir ao guichê de autoatendimento. No totem há uma tela interativa com touch screen que orienta o consumidor quanto ao passo a passo. “O uso dessa tecnologia está baseada na confiança que a empresa tem com o cliente”, ressaltou.

 

Segundo Tonon, após passar cada item no leitor de código de barras, o cliente os deposita em uma caixa de acrílico ao lado, onde há uma balança. Dessa forma, o sistema pode checar se o produto comprado corresponde com que está sendo pesado.

 

Nesses caixas, o pagamento é feito exclusivamente com cartões de crédito, débito ou voucher.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário
Insira seu nome aqui